sábado , 16 dezembro 2017
Últimas Notícias
RAC – Riachuelo Atlético Clube… histórico

RAC – Riachuelo Atlético Clube… histórico

O Riachuelo Atlético Clube, conhecido por RAC, é um popular clube do norte-riograndense que foi fundado em 16 de agosto de 1948. A sua criação ocorreu por iniciativa de militares e servidores civis da Base Naval de Natal, organização militar da Marinha do Brasil.

Durante muito tempo, a maior parte do seu grupo de atletas e dirigentes era ligada à Marinha. Houve momentos em que contou com grande apoio, que permitia ao Clube manter-se em condição de destaque no futebol Potiguar. O RAC treinava nas dependências do Centro de Instrução Almirante Tamandaré, hoje Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal, e concentrava os seus atletas, na véspera dos jogos, na Base Naval de Natal, que disponibilizava alojamento e refeições.

RAC_time Os Navais, como também era conhecido, contaram com personalidades que marcaram o futebol potiguar e ficaram eternizados na história. Entre eles, ressaltam-se o respeitado Suboficial Antonio Pereira de Castro que dirigiu o Clube com maestria, revelando grandes atletas e colocando o nome do RAC em destaque; o grande Garrincha, dirigente que lutava pelo Clube com todas as suas forças e grande competência e o folclórico Senta Ripa, torcedor apaixonado que mobilizava os torcedores para irem aos jogos e corria pela arquibancada do estádio Juvenal Lamartine, empunhando uma enorme bandeira azul e branca.

O RAC notabilizou-se por formar grandes equipes no Rio Grande do Norte e pela facilidade com que revelava craques, sendo os mais famosos, o ala esquerdo Marinho Chagas, o meia Ivo, o ponta esquerda Garcia, o centroavante Aladim, o meia Pádua, o ponta direita Messias, entre outros como Maia, Adalberto, Zé Maria, Clodoaldo e Guilherme.

Ao longo da sua jornada no futebol Potiguar, conquistou posição de destaque, disputando campeonatos estaduais memoráveis, principalmente nas décadas de 1950 e 60. Os Navais foram cinco vezes terceiros colocados do Campeonato Potiguar (1952, 56, 58, 60 e 65) e uma vez vice-campeão (1967), quando por pouco não se sagrou campeão, decidindo o título contra o América e empatando por 1 x 1. Resultado que deu o campeonato aos alvirrubros.

A trajetória do Riachuelo Atlético Clube no futebol potiguar foi interrompida em 1994, quando efetuou a inscrição para disputar o Campeonato Estadual e na última hora desistiu. Desde então, esteve adormecido, mas não a sua torcida que sempre clamou pela sua volta.

Marinho Chagas e Ribamar Cavalcante | Foto Rafael Maurício

Marinho Chagas e Ribamar Cavalcante | Foto Rafael Maurício

Então, no dia 22 de março de 2013,  em solenidade no Clube Atlântico, o RAC renovou seu compromisso com a sociedade Natalense e com o  Esporte Potiguar em um memorável evento, onde foram homenageados o seu atleta de maior destaque, “Marinho Chagas”, o também ex-atleta Ribamar Cavalcante, o seu torcedor Número Um, José Felinto da Silva, o Senta a Ripa, e o baluarte do clube nos anos 60 e início dos 70, Tenente Antonio Pereira de Castro, já falecido, representado pelo seu neto Éverton Castro. Os agraciados receberam o troféu “AMIGO DO RAC”.

7 comentários

  1. Riabamar Cavalcante

    Parabéns pelo excelente trabalho, estou torcendo pelo sucesso do RAC.

  2. JOÃO GREGÓRIO DE ARAÚJO

    Me lembro com saudades desses jogadores do final da década de 1950 e início da década de 1960, como Ivo Sodré, conhecido apenas como IVO (que jogou inclusive um Pan Americano pela Seleção brasileira de amadores, na qual o grande Gerson fez parte) ALADIM, PÁDUA (GRANDE JOGADOR) MESSIAS, MAIA, ZÉ MARIA E CLODOALDO. Todos grandes jogadores !

  3. Caros Dirigentes

    Descobri um antigo atleta do RAC o CHICÓ, Vamos homenagear esse veterano, uma pessoa do Bem, gostei imensamente de te-lo conhecido. Foi casualmente em sua marcenaria no bairro da GUARITA. Cihicó Marceneiro muito conhecido no bairro. No altos seus anos, mas ainda muito bem fisicamente.

  4. Esse grandioso teve também um grande goleiro NIVALDO mais conhecido por POMPÈIA. um goleiro monstruoso como vi e ouvi falarem. eu também tive a honra de jogar nesse time naval. foi em 1982 quando iniciei a vida militar joguei no juniores

  5. lude oliveira santos

    fico satisfeito,não sabia do riachuelo ainda estava funcionando meu pai jogou no riachuelo,el tambem era miltar da marinha.gostaria de manter contato

  6. Quando cheguei em Natal vindo de Acari torcia pelo RAC até o seu sumiço. Parabéns pela volta

  7. SO PL SAINT CLAIR

    1)Acompanhei o RAC nos anos oitenta quando servi na Base Naval de Natal, nesse momento conheci e convivi pessoalmente com toda Diretoria e comissão técnica bem como todos os atletas.
    2)Nessa época o Presidente de Honra era o CMG GERALDO Comandante da BAAP, vale ressaltar que o mesmo não mediu esforços para apoiar o RAC, cedendo as instalações da Base para treinamento e concentração nas vésperas dos jogos.
    3)Conheci grandes personagens da equipe técnica, tais como; Garricha, Pacheco, senta ripa, Helio Lopes(irmão do SG Heitor) SO PL Teodoro, Ten. Aciole, bem como muito outros que no momento não me recordo.
    4)Tive a oportunidade de assistir várias vezes o RAC jogando no Castelão.
    5)Com relação aos jogadores mais antigos, dos bons tempos do clube, como p.ex., Aladim, Ivo, Pompéia esses aí tambem conheci pessoalmente, todos velha guarda de Marinha e tive oportunidade de jogar pelada com esse povo todo.
    6)Para encerrar, com muita satisfação por ter revivido um pouco desse time que fez história no futebol Potiguar, bem com, sendo um símbolo do período de interação da nossa Marinha com a sociedade potiguar, e, para atual Diretoria só nos resta desejar os parabéns e boa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Free WordPress Themes - Download High-quality Templates